Photo: Michelin

Notice: Undefined variable: html in /home/prego/pregoafundo.com/modules/mod_specialhtml/mod_specialhtml.php on line 44
EXIBIÇÃO ADIADA PARA LOEB, MEEKE NA LUTA PELO PÓDIO
Sexta, 06 Abril 2018 00:00

ThumbnailNo primeiro dia de competição a sério na Córsega, o Citroën Total Abu Dabhi WRT viveu sensações bem contrastadas: o abandono prematuro de Sébastien Loeb e Daniel Elena, e a confirmação da boa forma de Kris Meeke e Paul Nagle, terceiros à Geral no final da Etapa e, portanto, fortes candidatos a um lugar no pódio.

 

Com apenas quatro Especiais no programa, mas, mesmo assim, totalizando mais de 125 km de percurso cronometrado, este primeiro dia de competição real estava longe de ser um momento de descontração. Até porque constavam do programa nada menos de duas passagens por La Porta/Valle di Rostino (49,03 km). Trata-se de uma Especial que é célebre por proporcionar aos concorrentes o conjunto de caraterísticas que conferem um toque misto de charme e de dificuldade às estradas da ilha: seções que se assemelham a um circuito, que asseguram excelentes trajetórias, zonas em que mal cabe um carro, subidas e descidas bem acentuadas, e alcatrão que tanto se apresenta  liso como rugoso e com muita terra espalhada.

Neste tipo de piso, em que condições de aderência se degradam à medida das passagens, as posições na ordem de saída para estrada de Sébastien Loeb (9º) e Kris Meeke (4º), não eram propriamente vantajosas. Por isso, ambos os pilotos tiveram de imprimir um andamento mais forte, como , de resto, lhes é típico. Assim, ao cabo da 1ª Especial (49,03 km), as duas formações do Citroën Total Abu Dhabi WRT ocupavam já a segunda e quarta posições, respectivamente, a apenas  9’’7 e 19’’1 do comandante.

O desempenho de Sébastien Loeb foi absolutamente espetacular, que foi descobrindo este novo setor cronometrado já bem conhecido dos seus colegas de equipa desde 2016. No entanto, limitado pelos pneus ainda frios e pelo piso que se apresenta mais sujo do que o esperado, o piloto da Alsácia viu a sua brilhante performance arrasada por uma saída de estrada logo após percorrer os primeiros metros da Especial que se seguiu. Obrigado a abandonar por não conseguir voltar à estrada, o piloto nove vezes Campeão do Mundo de Ralis partirá amanhã em Rali 2.

Coube, portanto, a Kris Meeke defender as cores da equipa. Autor, nomeadamente, do segundo e terceiro melhores tempos na ES 2 e ES 3, o britânico concluiu esta primeira Etapa no terceiro posto à Geral, a apenas 5’’1 do segundo classificado. Meeke confirmou, assim, que a concorrência vai ter de contar com ele na disputado pelo pódio final.

Para já, os concorrentes apenas cumpriram pouco mais de trinta e sete por cento da distancia total do rali. Amanhã (Sábado), espera-os a Etapa mais longa da prova (136,90 km em 6 Especiais), uma jornada em que dois dos três troços cronometrados, Cabo Corso e Désert dês Agriates, são totalmente novos e poderão reservar algumas surpresas...