Photo: Michelin

Notice: Undefined variable: html in /home/prego/pregoafundo.com/modules/mod_specialhtml/mod_specialhtml.php on line 44
Crónica de Mário Castro : "Desistência no Rali de Portugal não abala a moral da equipa"
Sexta, 26 Abril 2013 16:50

ThumbnailO rali de Portugal deste ano não ficará certamente no álbum de boas recordações porque fomos obrigados a desistir mas também não será para esquecer.

 

Um vez que a nossa presença neste rali só ficou garantida muito em cima do fecho das inscrições, tínhamos a perfeita noção de que este seria um rali em que tudo poderia acontecer, fosse para o bem, ou para o mal.

Não estava nos nossos planos participar em nenhum rali da Taça de Ouro mas uma vez que estes podem vir a servir de joker para substituir um pior resultado que possamos obter nas 5 provas que compõem o CPR, decidimos fazer um esforço e marcar presença nesta prova do Mundial de ralis.

Consequentemente não foi possível realizar qualquer teste com o Skoda antes do rali para que pudéssemos encontrar um set-up ideal para os duros troços da região do Baixo Alentejo. Por isso entramos para o rali com a noção de que seria muito difícil acompanhar os nossos mais directos adversários. Para dificultar ainda mais a nossa prestação, na 1ª etapa não havia nenhum parque de assistência entre especiais e portanto não dava para fazer grandes alterações em termos de afinações do carro e restou-nos levar o carro até ao fim da etapa para que depois pudéssemos fazer as alterações desejadas.

Já com o carro bem mais competitivo, entramos para o dia de Sábado com vontade de andar ao ataque e tentar recuperar alguns segundos para o Ricardo Moura e acabamos por ter a sorte de ele ter furado e com isso ficarmos juntos na luta pelo lugar de melhor Português.

Quando entramos para a ultima secção do dia, estávamos com uma desvantagem de 1,8 segundos para o Ricardo mas sabíamos que a especial de Santana da Serra poderia fazer a diferença e então entramos com vontade de destronar o Ricardo do primeiro lugar. Pelos parciais da cronometragem oficial do rali, já estávamos a ganhar bastante tempo ao Ricardo mas infelizmente entre o km 14 e 15 da especial o braço da suspensão de trás direito cedeu e fomos obrigados a renunciar ao rali.

Apesar de tudo, tanto eu como o Pedro e toda a equipa saímos deste rali com a noção de que continuamos a evoluir no bom sentido e cada vez mais confiantes de que os bons resultados haverão de aparecer por forma a lutarmos pelo título este ano.

Agora vem a fase de asfalto do campeonato e temos muito trabalho pela frente para nos apresentarmos no rali de Guimarães na máxima força.

Resta-me endereçar os parabéns ao Miguel Barbosa e Alberto Silva, assim como a toda a sua equipa pela vitória neste rali.

Cumprimentos aos leitores de pregoafundo.com

Mário Castro

www.mariocastro.com